Alunos no Senac apresentam documentário sobre

Direitos Humanos no UNIFIEO

O Centro Universitário Fieo – Unifieo e o Senac apresentaram nesta quinta-feira, 6, documentário sobre os Direitos Humanos no auditório do Bloco Amarelo no polo Vila Yara.

O doc foi produzido por alunos e professores do Senac com a participação de professores do Unifieo. No filme, após uma aula, alunos questionam entre si temas relacionados aos Direitos Humanos e suas aplicações. Entrevistam estudantes e professores sobre o assunto e enriquecem o trabalho com a explanação dos professores do Unifieo: o Pró-Reitor de Desenvolvimento e Relações Comunitárias - Antonio C. da Costa Machado e a coordenadora do Mestrado em Direito Profª Drª Anna Candida da Cunha Ferraz.

O documentário esclarece sobre a origem dos Direitos Humanos, sua importância e destaca eventos que ocorreram no Brasil relacionados ao tema.

Após a exibição do filme, Cristiane de Cássia Costa, palestrante sobre Postura e Etiqueta Profissional além de executiva do Unifieo, abordou a importância do conhecimento na carreira profissional. “Quando você busca o conhecimento você está no melhor caminho de sucesso na vida”, destacou a colaboradora.

O reitor Prof. Edmo Menini explanou sobre a velocidade evolução tecnológica e como isso interfere na vida das pessoas. “Num futuro bem próximo as crianças que estão nascendo hoje trabalharão em áreas que sequer conseguimos imaginar, tamanha a evolução das ciências. Como sobreviver num mundo capitalista se não for pelo estudo? É preciso construir conhecimento não somente para as relações interpessoais mas para ter destaque na vida profissional. Evoluir”, ponderou Edmo Menini.

O professores Pró-Reitor de Desenvolvimento e Relações Comunitárias - Antonio C. da Costa Machado ressaltou a importância do estudo e a necessidade de absorver diversas leituras para o enriquecimento do conhecimento. “Torne-se um amante do conhecimento, amante da escola e amante dos livros para ser alguém na vida. Aprenda a amar o conhecimento pois ele poderá transformar vidas”, reforçou.